quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Sargacinha

Existem plantas no monte, a poucos metros da minha casa, mas que quero também ter no meu terreno. Já transplantei recentemente, e com sucesso um sargaço, e agora queria ver se tinha o mesmo sucesso com a sargacinha, mas já percebi que esta planta é bem mais difícil de o conseguir, mas eu também sou persistente, e não conseguindo na primeira tentativa, penso que acabarei por conseguir, nem que tenha de tentar mais umas quantas vezes!

Sargacinha ou Sete-sangrias
O meu interesse por esta planta rasteira de aspeto frágil é duplo. Por um lado pelo seu aspeto decorativo, a sua floração que salpica de ponto azuis onde se instala, e depois é uma também ela, uma planta medicinal, que até já usei em infusões para ajudar a tratar a psoríase. É depurativa, e tem muitas outras aplicações (baixa o colesterol, hipertensão, insónias, etc), e creio até que se trata também de uma erva com propriedades abortivas. 
É também conhecida por outros nomes, o mais comum é talvez Sete-sangrias, mas aqui onde vivo é conhecida por sargacinha, e especulando, talvez por ser mais ou menos parecida com o sargaço, mas como no entanto é mais delicada, daí venha o diminutivo. 

Por estes dias estava a andar de bicicleta, e avistei ao longe uma pequena bola cheia de pontos azuis, e de imediato me apercebi que era sargacinha.  


Esta planta aparece muito nos combros dos caminhos, muitas das vezes no meio de rochas, mas também aparece no meio de pinhais, muitas vezes convivendo no meio de outras plantas, como silvas e matos por exemplo. 

É uma planta que conheço muito bem, não me engano na identificação, mas que não conheço o seu nome científico. É verdade que a Internet poderia de imediato responder à minha ignorância, mas tento sempre cruzar a informação, para minimizar a ocorrência de gafes. E nas muitas pesquisas que fiz, encontrei em diferentes sites e blogues, pelo menos, a atribuição de quatro diferentes nomes científicos para a sargacinha. Encontrei até listagens de plantas, em que a sargacinha e a sete-sangrias eram duas plantas diferentes.

Flor da Sargacinha
Talvez esta confusão se deva aos diferentes nomes comuns, confusão que acontece muito entre o alecrim e o rosmaninho, em que apesar de serem duas plantas muito diferentes, o nome científico de uma, confunde-se com o nome comum da outra. 

Eu fui procurar inclusive nos saquinhos que comprei em tempos com a planta para fazer infusão, mas no rótulo só estava descrito como sargacinha (ou sete-sangrias), mas não tendo identificado qualquer nome científico. É mais uma questão para eu tentar perceber e chegar à verdade.

Planta seca para fazer infusões

Curiosamente, também não é planta que se venda, ou eu pelo menos nunca encontrei à venda. Não sei se não encontrarão nela valor comercial, ou se existe outro motivo para este facto. Mas tendo em conta que é uma planta com propriedade medicinais interessantes, e é vendida seca para infusões, alguém a planta para esse efeito, não deixa de ser estranho que depois a planta não se venda também para plantar. 
Li também nas pesquisas que fiz, que costuma florir em maio, mas eu tenho-a visto em flor desde dezembro...

2 comentários:

  1. Já conhece o site Flora-On / Flora de Portugal interactiva? Eu penso que é excelente para identificar espécies da natureza. Tem muita informação sobre as plantas ainda que eu ache que está "verde de mais". Mas na minha opinião está muito bem executado e vale a pena visitar.

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pela sugestão, vou colocar nos favoritos para depois explorar e pesquisar. Eu acho que esta sargacinha que escrevi será quase de certeza da família Cistaceae como o sargaço e esteva, mas eu pouco ou nada sei de botânica! Ainda agora encontrei uma outra planta a que também chamam "sargacinha" (Halimium calycinum) e que tem flor amarela! É normal que depois com nomes comuns iguais haja uma enorme confusão com os nomes científicos.

    ResponderEliminar