domingo, 7 de dezembro de 2014

Azevinho-algodão-doce

De há uns tempos para cá, nos dias de denso nevoeiro, que venho observando um fenómeno curioso. No meu azevinho "Argenteo marginata", plantado na frente da casa, virado a nascente, é possível ver que está completamente envolvido por centenas de teias de aranha, dando um efeito, fazendo quase lembrar um enorme algodão-doce. 











À medida que o sol vai aparecendo o efeito vai-se desvanecendo e torna-se quase impercetível, como convém aos aracnídeos. 




No fundo, penso que se trata quase de uma redoma de proteção natural. Não há inseto que ali queira ir infestar a árvore, que não fique de imediato preso no "algodão-doce".  

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As aranhas terão achado que ali seria um bom sítio para apanhar insetos, e na verdade as teias estão cheias de restos de insetos que já foram devorados por elas. Eu ando sempre a prestar atenção às árvores, e o próprio azevinho é propenso à cochonilha, mas um banho de sabão costuma resolver o problema ;) Mas não creio que tanta teia de aranha possa ser um problema para a árvore, julgo até (espero não estar a ser ingénuo) que trará mais benefícios.

      Eliminar